Slide background
As Memórias Perdidas de Jane Austen

Ficção feminina para mulheres modernas: Chick-lit

A autora Cris Mazza, junto com Jeffrey Deshell criaram o termo Chick-lit para a antologia de ficção pós-feminista Chick-lit pós-feminista Fiction (1995). O livro reúne vinte e duas histórias de escritoras desconhecidas da ficção, todas elas falam das questões das mulheres modernas de forma humorada e despreocupada, antecedendo o que hoje é conhecido como chick-lit, que começou com O Diário de Bridget Jones, um romance de Helen Fielding em 1996…

c

Clarice Lispector: sempre em alta!

A autora Ucraniana, naturalizada brasileira, consta como um dos autores nacionais mais vendidos da lida Nielsen PublishNews desde Abril de 2014, sendo que em Junho de 2015 alcançou a vice-liderança da lista de ficção com o livro “Todos os contos” (Editora Rocco) e, em 13ª posição com “A hora da estrela”